Confira 5 ideias de negócio próprio que estão fazendo sucesso no mercado! Entenda como elas são ótimas opções para o seu investimento!

Está pensando em começar um empreendimento e não sabe ao certo no que investir? Se você quer uma opção mais segura, é melhor optar por ideias de negócio próprio que fazem parte de mercados em crescimento.

Isso é importante porque essas opções oferecem melhores resultados financeiros para os empreendedores. Além disso, o número de consumidores tende a estar em crescimento e o investimento geral no mercado, é maior.

Pensando nisso, abaixo apresentamos 5 ideias de negócio próprio que estão fazendo sucesso no Brasil. Confira!

1. E-commerce

O setor do e-commerce é um dos que mais crescem no Brasil. De acordo com o relatório Webshoppers, feito pelo Ebit e Buscapé, são mais de 44 bilhões de reais movimentados anualmente e uma taxa de expansão de 7,4% em 2017.

Além dos números, a facilidade para se criar um e-commerce torna essa opção ainda mais atrativa. Existem diversas plataformas — muitas gratuitas — que permitem a venda de produtos no meio online. Algumas opções oferecem, até mesmo, os produtos para os empreendedores, deixando que eles façam apenas a divulgação dos itens e recebam uma comissão por cada venda.

2. Produtos ecológicos e naturais

A produção e venda de produtos naturais e ecológicos também é uma boa oportunidade para quem deseja investir com inteligência. Esse mercado tem crescido bastante desde 2012 — em média, 12,3% ao ano e já movimenta mais de 93 bilhões anuais no país.

A oportunidade está para quem deseja produzir esses itens ou apenas comercializá-los, criando lojas e marcas virtuais ou físicas. O comportamento de consumo é favorável, basta oferecer itens de qualidade e saber como atrair o público-alvo.

3. Consultores empresariais

Outra tendência no mercado são os consultores empresariais — profissionais que prestam assessoria para o funcionamento de um negócio. Essas pessoas normalmente possuem experiência em uma área do negócio, como comercial, administrativo, financeiro, operacional ou industrial, e passam a trabalhar por conta própria, prestando serviços para outras empresas.

Essa prática é tão relevante que existem opções de franquias para quem quer mais segurança nesse tipo de negócio. Nesse modelo, o profissional faz um investimento inicial e recebe treinamento, acesso à metodologias, assessoria para conseguir clientes e diversos outros benefícios que garantem seu sucesso. Um exemplo, é a Consulting Now — referência no assunto, com mais de 20 anos no mercado.

4. Serviços à domicílio​

Devido à rotinas cada vez mais corridas, o mercado de serviços à domicílios também está crescendo e atraindo investimento de quem quer começar o seu próprio negócio. Desde as opções tradicionais de delivery de alimentos e outros produtos, até opções mais diversificadas, como pet shops móveis, maquiadores e esteticistas que vão até o consumidor.

Essa opção é interessante para pessoas que não querem começar com um grande investimento, abrindo um estabelecimento e lidando com todos os custos, burocracia e processos que isso envolve. Ser um profissional que vai até os domicílios retira grande parte do valor investido.

5. Franquias

Por fim, praticamente todos os segmentos citados anteriormente possuem opções de empresas na modalidade de franquia, mostrando que essa é uma ótima opção para quem deseja começar seu próprio negócio. Nela, o empreendedor tem acesso a benefícios exclusivos e apoio de pessoas que conhecem o mercado, o que resulta em mais chances de sucesso.

Além disso, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o mercado de franquias está em expansão, sendo que, só no primeiro trimestre de 2018 o crescimento foi de 5,1% e, desde 2013, foram 53% ao total.

Isso acontece porque investir nesse modelo de negócio é mais seguro do que começar uma empresa do zero. Além disso, existem diversas opções de segmentos para escolher, como assessoria do franqueador, acesso a alguns benefícios exclusivos e custos reduzidos — fatores que aumentam a atratividade do setor.

Essas são as principais opções para quem está na dúvida sobre qual tipo de negócio começar e, mesmo assim, quer garantir um bom investimento em um mercado em crescimento e cheio de oportunidades!

Agora que você já conhece quais são as melhores ideias de negócio próprio do momento, descubra também como superar o medo de empreender e começar seu negócio com mais segurança!

Ponto de equilíbrio: 5 dicas para o seu negócio não ficar no prejuízo

O objetivo de toda e qualquer empresa é gerar receita para se desenvolver. Para cada produto ou serviço, é necessário realizar um investimento inicial e ter condições de arcar com os custos e as despesas para o processo andar. Mas antes de querer gerar lucro, a primeira meta é não ficar no prejuízo. É preciso, no mínimo, encontrar o ponto de equilíbrio.

E o que é ponto de equilíbrio?

Também conhecido como break-even, é aquele momento exato onde o valor das receitas encontra o montante das despesas, representando o zero-a-zero ou o empate no cabo-de-guerra entre o vermelho e o azul. É o valor mínimo que você precisa vender para não ficar no prejuízo e cobrir suas despesas, mas, ainda, sem gerar lucro.

E como alcançar o ponto de equilíbrio?A CONSULTING NOW apresenta algumas dicas:

1. Conheça seu ponto de equilíbrio

Como chegar em algum lugar sem saber onde ele fica? Então, a primeira dica é: você precisa conhecer o ponto de equilíbrio de sua empresa. Existe um cálculo muito simples para isso. Primeiro, você pega o valor total de suas despesas fixas – aquilo que você vai ter que pagar de um jeito ou de outro – e divide pela porcentagem de sua margem de contribuição – que é seu faturamento menos os custos variáveis.

2. Atenção aos gatilhos máximos

Depois de atingir o ponto de equilíbrio, você começa a ter lucro e querer vender cada vez mais para ter mais e mais retorno. Entretanto, atenção aos gatilhos diante de mais despesas; pois chegará um momento em que sua estrutura de custos atual crescerá para atender a demanda. Dessa forma, será necessário calcular um novo ponto de equilíbrio.

3. Enxergue além da operação

O ponto de equilíbrio não é definido apenas pelo zero-a-zero entre as despesas e receitas. É preciso enxergar além da operação. Muitas vezes, as vendas podem até pagar seus custos, mas dívidas acabam contribuindo para você fechar o mês no vermelho.

4. Conheça suas dívidas e quanto você pode pagar

Para atingir o zero-a-zero no negócio como um todo, conheça suas dívidas e quanto em dinheiro você tem disponível para pagar essas obrigações.

5. Readeque as dívidas

Se você possui uma operação rentável, mas uma situação financeira no vermelho por causa de dívidas, uma saída é readequar essas obrigações para que você chegue no ponto de equilíbrio.

O ponto de equilíbrio não é feito para ser atingido. É feito para ser superado. Por isso, é importante investir em um bom gerenciamento de custos para que seu negócio seja rentável.

A CONSULTING NOW conta com uma metodologia eficaz para auxiliar a sua empresa atingir o ponto de equilíbrio e gerar resultados. Quer saber como?

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Gabriel Bastianelli, franqueado Consulting Now

Como você faz a gestão de sua empresa? Pelo saldo de caixa ou por indicadores?

É muito comum, principalmente em pequenas e médias empresas, depararmos com uma gestão empresarial totalmente baseada no fluxo de caixa. E, o que pode parecer um jeito “simples” de gerir um negócio, pode mascarar deficiências que, talvez, a empresa possua.

E como seria utilizar um indicador?
Indicador
é uma métrica que indica algo útil, relevante e que ajuda na tomada de decisões, permitindo, também, compreender se a empresa está caminhando para atingir um objetivo maior.

A gestão por indicadores para faturamento, margem, despesas, entre outros, auxiliam o empresário na definição de ações corretivas (exemplo: reajuste de preços, implantação de programas de redução de custos etc.), as quais, consequentemente, influenciarão nos resultados da empresa.

Além da gestão baseada nos indicadores do negócio, também é fundamental que se acompanhe as informações de mercado através de referências que possam ser comparadas com seus indicadores. Como exemplo, um posto de combustíveis ter 30% de despesas é bom ou ruim? A resposta dependerá do levantamento de mercado.

A CONSULTING NOW conta com uma metodologia eficaz que possibilita a implantação de um sistema completo de gestão através de indicadores.

 

Melhore a gestão de sua empresa. Entre em contato com um de nossos consultores:

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Douglas Alves, consultor

Veja como fazer sua reserva financeira no nosso artigo!

Nos últimos anos, com a crise no mercado de trabalho, muitas pessoas ganharam o impulso que faltava para começar a empreender. Se você tem uma ideia e pensa em transformá-la em negócio, este é o momento para começar a fazer uma reserva financeira, que vai possibilitar que seus sonhos possam se realizar em pouco tempo.

Sim, para empreender é preciso ter dinheiro. E, para ter dinheiro, é preciso se organizar financeiramente. Quanto mais capitalizado você estiver, maiores serão as chances de o seu negócio prosperar no futuro, gerando lucros e trazendo tranquilidade para você e para a sua família.

Por isso, neste post preparamos 4 dicas para que você comece a se organizar para empreender o mais rápido possível. Confira!

1. Faça uma planilha financeira

Se você não tem o hábito de controlar seus gastos por meio de uma planilha financeira, é bom começar agora mesmo. Por meio dela, você terá total controle sobre suas contas e poderá saber em detalhes quais são as suas receitas e despesas.

Com isso, você poderá cortar gastos desnecessários, fazendo aumentar o capital disponível para reserva. É importante ressaltar que a planilha financeira exige disciplina e organização, já que para funcionar ela precisa ser abastecida com todos os valores constantes da sua vida financeira.

O ideal é estabelecer um fluxo diário de atualizações para que você não se desorganize.

2. Estabeleça metas financeiras

Depois de se organizar financeiramente, é hora de estabelecer metas. Afinal de contas, se a sua planilha estiver correta, certamente você já sabe o quanto pode guardar por mês. O importante é estipular metas que sejam audaciosas, mas que estejam dentro das suas possibilidades.

Não se esqueça que um empreendimento enseja, na maioria dos casos, investimentos consideráveis nas variadas frentes do negócio. Por este motivo, ao longo da caminhada você precisará fazer algumas economias mais contundentes.

3. Separe os gastos pessoais e os voltados para o negócio

Se você quer abrir um negócio, precisa começar desde já a separar os recursos que serão empregados no empreendimento das suas finanças pessoais.

Um dos grandes problemas dos empresários é a dificuldade em separar as finanças, o que acaba prejudicando o fluxo de caixa e mascarando eventuais problemas que precisem ser sanados rapidamente.

Se possível, utilize contas em bancos diferentes e mantenha o controle preciso sobre todas as finanças.

4. Reavalie o plano mensalmente

Qualquer planejamento, seja corporativo ou financeiro, precisa de avaliação e revisão constantes. Afinal de contas, por mais preciso que você seja, ninguém tem bola de cristal e nem todos os percalços podem ser previstos.

A cada mês, reavalie sua planilha de gastos e busque corrigir as inconsistências para os próximos períodos. O mesmo vale para as metas. A cada avaliação, tente encontrar formas de poupar mais para ter mais recursos na hora de abrir o seu negócio.

Agora que você sabe como cuidar da sua reserva financeira, é hora de escolher boas opções para empreender. E, para isso, as franquias podem ser uma ótima solução, inclusive já escolhidas por muitas pessoas. Então, aproveite e aprenda mais sobre elas!

Para melhorias na sua empresa, é preciso fazer um diagnóstico

Antes de qualquer projeto de melhorias na sua empresa, a CONSULTING NOW tem como premissa entender os detalhes e as oportunidades da operação atual de seu cliente.

Checkup completo:

Com uma linha bem parecida com a área médica, a CONSULTING NOW realiza um diagnóstico com profundidade em todos os departamentos da empresa, buscando oportunidades de melhorias e aplicando um conceito crítico; além de realizar análises e estudos com comparativos de mercado.

Um diagnóstico também pode tirar a empresa de uma zona de conforto, apontando a capacidade de alcançar voos maiores, sempre visando o lucro.

O que a CONSULTING NOW verifica nos departamentos durante a execução do diagnóstico?

Departamento comercial:

  • Verificação da estratégia comercial (metas e meios utilizados para cumpri-las);
  • Entrevistas individuais com os principais canais de vendas;
  • Elaboração e análise de gráficos evolutivos (venda total, venda por cliente, venda por vendedor etc) que apoiarão as críticas encontradas e ainda irão compor o book que será enviado ao cliente.

Departamento operacional:

  • Análise da política atual de fabricação (estratégia de produção, metas alçadas, entre outros);
  • Verificação da capacidade produtiva e ociosidade;
  • Análise do PCP atual (planejamento de produção);
  • Gestão de estoque (ver políticas e procedimentos de inventários, acuracidade e último realizado).

Departamento financeiro:

  • Análise e elaboração do orçamento empresarial (budget);
  • Análise do fluxo de caixa;
  • Elaboração de um DRE gerencial.

Além dessas verificações, outras são feitas em profundidade e o tempo médio para realização de um diagnóstico é de 3 semanas. Após todos os levantamentos, a CONSULTING NOW elabora e realiza uma completa apresentação aos proprietários e, ao final dessa, é entregue uma proposta de projeto que terá como objetivo equacionar todas as oportunidades encontradas durante os levantamentos, direcionando a empresa a outro patamar.

Quer melhorias na sua empresa? Faça um diagnóstico empresarial.

Se você quer saber mais detalhes sobre nossa metodologia, entre em contato com um de nossos consultores e agende uma visita!

11 2629-0697 ou [email protected]

 

Por: Wander Alves, diretor de operações

Trabalhando muito e ganhando pouco? Como obter mais lucro?

Qual é a razão de viver de uma empresa?

Entendemos que a verdadeira razão de viver de uma empresa é o LUCRO; porém, também sabemos que muitas empresas não sabem exatamente qual é o valor exato de seu lucro ou até mesmo como medi-lo de forma eficiente.

E o que é lucratividade?

Resumidamente, é uma medida para indicar quanto um negócio efetivamente ganhou em relação a tudo o que recebeu, ou seja, é a capacidade de uma empresa ou negócio dar lucro.

A lucratividade de sua empresa está totalmente ligada à metodologia de custo e formação de preço e é aí que mora o perigo. 90% das empresas não conhecem ou não utilizam de forma correta essa metodologia. Na maioria das vezes, algumas despesas passam despercebidas no ato dessa formação e, assim, o “tal lucro esperado” não aparece.

Como está o lucro de sua empresa? Qual é o acompanhamento que você está utilizando para levantar esse indicador?

A CONSULTING NOW tem todo o know how para levantar e apurar a lucratividade de sua empresa. É utilizada uma metodologia que parte de um demonstrativo de resultados (DRE) para saber quais foram os recebimentos, custos e despesas, aplicando percentuais na formação de preço de cada produto. Dessa forma, chega-se exatamente no valor do lucro que logo aparecerá no caixa de sua empresa.

Sua empresa merece lucrar mais! Entre em contato com a CONSULTING NOW: 11 2629-0697

 

Por: Paulo Vinícius Duarte, consultor