Confira os principais motivos para se tornar um consultor de negócios!

Você já deve ter ouvido falar sobre consultoria empresarial muitas vezes e, por isso, tem se perguntado se ser um consultor de negócios seria uma boa opção para se recolocar no mercado de trabalho. Talvez você esteja pensando que esse não é o melhor momento para investir na carreira de consultoria, afinal, ainda estamos em uma época de crise. Contudo, essa área tem sido apontada como uma das mais bem-sucedidas no mundo dos negócios.

O motivo desse sucesso é o fato de grandes empresas fundamentais para a economia, como bancos, indústrias e o comércio utilizarem esse serviço diariamente para conseguir aumentar o seu capital e expandir seus negócios.

O auxílio de um consultor de negócios tem se mostrado fundamental para que empresas, ONGs (Organizações não Governamentais) e até entidades públicas alcancem seus objetivos estratégicos e melhorem suas operações. Ou seja, o mercado está cada dia mais dependente dos serviços de consultoria e esse é o melhor momento para que você se especialize e comece a prestar o serviço.

Você ainda tem dúvidas se esse é o melhor caminho? Confira nossos 5 motivos de ouro para você se tornar um consultor de negócios.

Quais são as atividades de um consultor de negócios?

O consultor é uma pessoa que trabalha a partir de ideias. Além das habilidades ligadas à análise e processamento de números e da capacidade de observar o negócio, encontrando pontos positivos e negativos na operação, é preciso que o profissional seja apaixonado por ideias e trabalhe para que elas tomem forma e façam a diferença na vida da empresa e seus colaboradores.

O trabalho é feito constantemente em equipe com o objetivo de resolver o maior número possível de problemas do cliente. Essa tarefa pode envolver corte de gastos, eficiência de processos, novos mercados e outras tantas possibilidades. O tempo de duração dos projetos pode variar e eles costumam ser realizados na sede da empresa do cliente.

O consultor está sempre rodeado de pessoas e trabalha a todo o momento em equipe, por isso, é preciso que o profissional tenha um perfil que se encaixe nessas necessidades de relacionamento.

A primeira fase do projeto é chamada de diagnóstico e é uma fase mais analítica. É preciso entender o cliente, fazer as perguntas certas, analisar relatórios e observar o dia a dia da empresa para compreender o que já é feito e como o consultor poderá chegar aos objetivos desejados.

Na segunda fase é traçado um plano estratégico para que o negócio saia da situação em que se encontra e conquiste o cenário desejado. É muito importante que o cliente esteja dentro de todo o processo estratégico, pois ele é quem melhor conhece o negócio.

Qual a importância da consultoria empresarial?

A atividade de consultoria empresarial é uma relação de troca entre a organização e o profissional, visando um objetivo ou a formulação de soluções para problemas. Optar por uma boa consultoria é a melhor forma para a empresa contar com o apoio de profissionais extremamente capacitados e com experiência no mercado.

O consultor vai auxiliar na tomada de decisões estratégicas e encontrará o melhor caminho para obter resultados. É por esse motivo que a carreira de consultor exerce tanta importância, mesmo em tempos de crise.

Quais os principais motivos para você se tornar um consultor?

Se você ainda está na dúvida sobre se tornar um consultor de negócios, vamos listar alguns motivos de ouro para você colocar essa ideia em prática.

1. Você poderá escolher a sua área de atuação

De nada adianta acumular diversos conhecimentos ao longo dos anos e não colocá-los em prática. Como consultor, você poderá trabalhar com a área que ama e é especialista. Essa é uma das poucas profissões que possibilita essa escolha.

É importante observar o comportamento de profissionais mais experientes na área escolhida para, então, buscar o máximo de qualificação profissional para tornar a sua ambientação mais orgânica.

2. Você será dono do seu próprio negócio

Sendo um consultor empresarial você poderá fazer seu próprio horário, obtendo uma maior flexibilidade e maleabilidade na agenda. Com isso, será possível reservar mais tempo para sua família e para as coisas que são importantes para você.

A rotina de um consultor de sucesso permite que o profissional tenha liberdade para escolher seus clientes e determinar sua rotina de trabalho.

3. Você não precisa de infraestrutura física

Para iniciar um negócio de consultoria, você não precisa fazer um grande investimento em infraestrutura física ou mesmo em funcionários. Os custos para começar a atuar na área são básicos e baixos.

Será necessário apenas que você esteja empenhado e tenha os conhecimentos necessários para vender seu projeto e aplicar nos negócios do seu cliente.

4. Você poderá ajudar empresas a alcançarem resultados

Depois de anos de estudo, além de poder colocar seus conhecimentos em prática, você ainda poderá ajudar centenas de pessoas e empresas a alcançarem seus objetivos e conseguirem os melhores resultados.

Auxiliar uma empresa a se reestruturar financeiramente não tem preço. Além dos donos da organização, você também ajudará famílias que dependem desse negócio.

5. Você terá um ótimo retorno financeiro

Além da flexibilidade e liberdade, como consultor de negócios você terá ganhos mais altos do que teria se fosse um trabalhador com carteira assinada.

Tudo dependerá da sua performance e dos seus resultados. Prestando os serviços de consultoria, você será muito mais valorizado e seu valor/hora vai multiplicar.

Ao precificar seu trabalho, lembre-se de considerar todas as despesas, como telefone, deslocamento, internet, alimentação e estacionamento. Se seus clientes estiverem em cidades diferentes, você precisará viajar com frequência, por isso, é importante levar esses gastos em conta.

Agora que você já sabe quais são as atividades de uma consultoria empresarial, a sua importância e quais são os motivos de ouro para se tornar um consultor de negócios, você provavelmente já entendeu porque a área vem crescendo cada dia mais, apesar da crise.

Você sente que essa é a oportunidade que faltava para buscar a sua recolocação no mercado? Está pronto para iniciar sua jornada? Se ficou com alguma dúvida sobre a carreira de consultor, entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo a dar esse passo em busca do sucesso.

 

PAGUE AS CONTAS DE SUA EMPRESA. O SEU DEPARTAMENTO FINANCEIRO PODE AJUDAR.

Tem mês que descobrir como pagar as contas da empresa parece trabalho para uma equipe de investigação. Você, como empresário, se vê tentando equilibrar vários pratos rodando no ar, enquanto decide qual das despesas vai cobrir primeiro e com qual dinheiro vai cumprir com as obrigações? Não precisa ser assim!

Não fique paralisado por não conseguir resolver esse mistério. Você precisa investir em um fator muito simples, mas que, muitas vezes, é desconsiderado pela maioria dos pequenos e médios empresários: a inteligência financeira, fornecida ao negócio pelo seu departamento financeiro.

 

A CONSULTING NOW apresenta 4 dicas para auxiliá-lo a pagar contas:

1. PRIORIZAÇÃO DAS CONTAS

Uma das atividades do departamento financeiro é controlar o que entra e o que sai em dinheiro da empresa. Isso contribui com a categorização das contas e os custos do negócio a fim de definir, por níveis de prioridade, aquelas despesas que você não pode escapar no momento. Assim, você consegue saber quais contas pagar primeiro e quais protelar um pouco, em um movimento estratégico para não acabar no vermelho.

2. POTENCIALIZAÇÃO DAS RECEITAS

Da mesma forma, essa organização funciona também para as receitas. Com as informações captadas e categorizadas, é possível analisar onde as entradas têm sido maiores ou menores. O trabalho da inteligência financeira ajuda a potencializar essas receitas, uma vez que será possível acompanhar o seu volume de faturamento por semana, por mês, por região, por produto, por vendedor, entre outros. A partir dessas análises, é possível traçar caminhos estratégicos para evoluir.

3. DEFINIÇÃO DE BONS INDICADORES

Considerando as provas anteriores, o departamento financeiro pode ajudar a definir e analisar os indicadores de desempenho do negócio, sejam esses referentes ao faturamento, à lucratividade, aos custos de operação, ao ganho líquido em cada venda, ao giro de caixa, entre outros. Tudo isso serve para relatar como anda a saúde financeira da empresa.

4. INFORMAÇÕES PARA OUTRAS ÁREAS DO NEGÓCIO

Um departamento financeiro bem organizado e que gere as contas corretamente pode subsidiar todas as áreas do negócio com essas informações de despesas, receitas e indicadores. Por exemplo: conhecendo de onde vem o maior volume de faturamento, pode oferecer caminhos à equipe de vendas para investir estrategicamente em um determinado produto ou região, analisando as despesas com matérias-primas e identificando oportunidades de economia; além de orientar o setor de compras e de produção a diminuir custos que impactem no resultado.

Assim, realizando o controle e a gestão das entradas e saídas financeiras do seu negócio com inteligência, o departamento financeiro será o seu aliado, ajudando-o a pagar as contas como, também, contribuir para o aumento das vendas, a diminuir custos e o tão desejado lucro.

A CONSULTING NOW possui soluções voltadas para as pequenas e médias empresas que precisam de um departamento financeiro inteligente! Fale com a gente:

 

[email protected]

(11) 2629-0697

Por: Everton Lima, franqueado Consulting Now

Conheça 6 cursos para empreendedores que farão toda a diferença na sua vida profissional!

Empreender é estar em constante evolução profissional. Assim sendo, no geral, não basta apenas ter boas ideias. É preciso estar atento às inovações e buscar sempre aumentar seus conhecimentos, a fim de conseguir se manter relevante no mercado.

Os cursos de capacitação são ótimas formas para se atualizar e garantir um diferencial competitivo. Então, neste post, confira 6 cursos para empreendedores que você precisa conhecer!

1. Primeiros passos no empreendedorismo

O Sebrae disponibiliza gratuitamente um curso on-line chamado Aprender a empreender, voltado para quem deseja iniciar como empreendedor. É um curso com noções básicas que apresenta os conceitos fundamentais de mercado, de finanças e de empreendedorismo. São 3 módulos com carga horária equivalente a 16 horas, e os alunos contam com orientações de um tutor experiente no assunto.

2. Marketing digital

Aprender os conceitos de marketing digital é essencial para donos de startups e de pequenas empresas. A Universidade Rock Content oferece diversos cursos on-line e gratuitos sobre o assunto, abordando diferentes tipos de marketing, como Outbound, Inbound e Marketing de Conteúdo. As aulas são em vídeo, e o aluno ainda conta com material de apoio, apostilas e certificações digitais.

3. Estratégias de negociações

Um dos assuntos que é sempre procurado nos cursos para empreendedores é sobre negociação e suas técnicas. Para quem deseja saber um pouco mais sobre o tema pode conferir o curso Negociações de sucesso: estratégias e habilidades essenciais, oferecido de forma gratuita pela Universidade de Michigan.

O curso, inteiramente on-line, apresenta uma introdução das práticas e habilidades que o empreendedor deve desenvolver para fazer negociações bem-sucedidas, tanto na área pessoal quanto profissional. As aulas são em inglês, porém a universidade disponibiliza legendas em português.

4. SEO (Search Engine Optimization)

Se você está com o inglês em dia, pode aproveitar o curso on-line Dicas e truques de SEO (Otimização para Mecanismos de Busca, em tradução livre), oferecido gratuitamente pela MOZ, uma das maiores referências do mundo no assunto. O curso aborda dicas de como otimizar seu site e conseguir os melhores resultados de pesquisa no Google e outros buscadores de forma orgânica.

5. Finanças para empreendedores

Para quem deseja aprender mais sobre finanças, a Endeavor oferece, sem custos, o curso on-line Finanças básicas para empreendedores. Nele, o profissional aprenderá os conceitos de finanças e de contabilidade e conseguirá garantir um planejamento eficiente para o seu negócio. Entre os tópicos abordados estão controle de fluxo de caixa, projeções financeiras e demonstrativo de resultado de exercício (DRE).

6. Gestão de inovação

Para quem quer entender mais sobre inovação, a Universidade de São Paulo (USP) disponibiliza, gratuitamente e on-line, o curso Gestão da Inovação. As aulas são ministradas pelo professor Mario Sergio Salerno, titular do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, e os alunos terão a oportunidade de entender mais sobre os princípios da criatividade e do gerenciamento de ideias.

Todos os cursos mencionados são oferecidos de forma gratuita e on-line, ou seja, você pode assistir às aulas quando tiver tempo livre e ficar sempre por dentro das novidades no mercado. Buscar atualizar-se e aumentar seus conhecimentos só depende de você.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre os cursos para empreendedores é só escolher o que mais se encaixa nas suas necessidades e começar a aprender o quanto antes. Além disso, aproveite que está por aqui e confira nossas dicas de como obter mais lucro no seu negócio. Boa leitura!

Como a organização pode ajudar nos resultados de sua empresa

Você sabe mensurar o quanto a organização na sua empresa ou a falta dela interfere no andamento de seus resultados?

Muitos sabem quanto é importante manter a empresa sempre organizada tanto no aspecto “visual” quanto na organização de processos e fluxos; porém, algumas empresas onde as prioridades estão todas voltadas a vender, produzir e faturar, tais controles acabam ficando em segundo plano.

Quando falamos em desorganização pode-se considerar a parte de processos como também a parte de agenda da equipe ou até mesmo o organograma. A deficiência na implantação desses controles torna o ambiente de trabalho extremamente desorganizado e pode trazer consequências muitas vezes imensuráveis.

Alguns estudos revelam que a desorganização pode até levar uma empresa à falência por problemas de controle de estoque, falta de gerência contábil, ausência de controle de gastos ou até mesmo a falta de estratégia da empresa que identifica onde ela quer chegar nos próximos anos.

Através da elaboração e padronização de novos processos via PDCA em conjunto com os principais gestores da área, além de definições de organograma com funções e validação de uma macroestratégia, a CONSULTING NOW organiza todas as áreas de forma bem dinâmica e prática, contemplando a organização de processos e todo controle para que a empresa mantenha-se organizada, como também apresenta relatórios para acompanhamento e melhoria contínua.

 

Tenha resultados através da organização. Entre em contato com um de nossos consultores e entenda mais sobre toda metodologia aplicada.

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Paulo Vinícius, consultor

Você delega ou delarga? Veja 4 dicas para delegar tarefas

Uma das principais características de um bom gestor é saber delegar tarefas. Ao contrário do que muitos pensam, para distribuir atividades não basta apenas uma explicação rápida do que deverá ser executado. É preciso de atitudes simples e efetivas.

DICAS PARA DELEGAR EM 4 PASSOS:

ORIENTAR DE FORMA CLARA E OBJETIVA:

Quem recebeu as demandas, compreendeu o que precisa ser feito? Certifique.

A dica é simples: após explicar, peça para que a outra pessoa repita o que deverá ser feito.  Só assim você terá certeza de que não existirão dúvidas.

DOCUMENTAR:

Procure sempre documentar as atividades que estão sendo transitadas. Quando registramos o que foi combinado, não estamos apenas formalizando um assunto, como também facilitando a compreensão de quem executará a tarefa. A pessoa que assumirá a demanda poderá consultá-lo outras vezes através de e-mail ou outros meios que disponibilizar em sua empresa.

ACOMPANHAR:

É importante acompanhar de forma sistêmica cada item que foi delegado, sempre orientando quem está executando. Lembre-se: “passar uma atividade adiante” não exclui a responsabilidade de quem a delegou.

DÊ FEEDBACKS

Faça devolutivas à equipe referente ao que foi ou não realizado. É importante que as pessoas entendam principalmente onde precisam evoluir, proporcionando melhoria contínua.

 

Enfim, seguindo essas premissas é possível sempre ter um bom nível de qualidade nas tarefas delegadas.

Nós, da CONSULTIN NOW, contamos com uma metodologia eficaz que apoiará acima de tudo VOCÊ a delegar com qualidade. Quer saber como?

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Douglas Alves, consultor

Conhece a importância do consultor empresarial? Saiba qual é o seu papel e como você pode se tornar um no nosso artigo!

Em um mercado cada vez mais competitivo, a importância do consultor empresarial já é reconhecida em todas as organizações. Afinal, todos precisam de um diferencial e o papel da consultoria é, justamente, o de olhar por fora, identificar as fragilidades e potencializar a capacidade de cada empresa em gerar negócios por meio de características específicas.

O consultor empresarial é o profissional especializado, com conhecimento de mercado, que detém a capacidade de direcionar os esforços da empresa em busca do cumprimento de suas metas.

A verdade é que, embora o corpo de colaboradores das empresas seja cada vez mais qualificado, o olhar externo é fundamental para identificar as oportunidades de melhoria. Isso porque, quem atua nessa área tem contato com as principais tendências de mercado e a sua colaboração é preciosa para as organizações.

Para saber mais sobre o trabalho de um consultor empresarial, continue a leitura e confira como esse profissional pode contribuir para o sucesso das empresas!

Eu posso ser um consultor empresarial?

Se você tem experiência no seu segmento de atuação, olhar diferenciado e está antenado às tendências do seu setor, está mais do que apto a se tornar um consultor empresarial. Aliás, neste exato momento, muitas empresas podem estar precisando dos seus serviços.

Porém, para ter êxito nesta caminhada, é fundamental estar preparado para lidar com profissionais de perfis diferentes, em níveis hierárquicos distintos. Além disso, é preciso ter resiliência para suportar as pressões do dia a dia e, principalmente, comprometimento com as responsabilidades assumidas com cada cliente.

Como posso contribuir para as empresas?

Como consultor, seu papel será o de orientar as empresas em busca dos melhores negócios. Para isso, o trabalho deve começar pela identificação de inconsistências, seguido pelas sugestões de melhoria e pelo estudo das melhores oportunidades de mercado. Veja como você pode contribuir com a sua experiência:

Análise do uso do capital

Investir em novos negócios desperta ansiedade e indecisão entre os gestores organizacionais, pois um erro de cálculo pode ser fatal para os negócios.

O consultor, com a sua experiência, pode ajudar a direcionar a melhor utilização dos recursos disponíveis, atuando como conselheiro financeiro e de negócios.

Olhar especializado

Muitas vezes, a consultoria pode se dar em torno de processos específicos. O consultor é aquele profissional que detém o olhar especializado sobre determinados tipos de tarefas, justamente por ter experiência de muitos anos atuando como profissional da área.

Com isso, é possível auxiliar a empresa no caminho da otimização, gerando melhorias que, certamente, refletirão na expansão dos negócios.

Neutralidade

Pelo seu distanciamento do dia a dia da organização, o consultor pode atuar livre das pressões e dos desentendimentos normais que ocorrem entre os profissionais. Isso possibilita que ele aponte as soluções de forma objetiva, a fim de trazer novas oportunidades de negócio para a organização.

Foco em resultado

Em geral, as consultorias atuam com um prazo específico para a conclusão do trabalho. Dessa forma, o consultor trabalha com foco no resultado traçado, dentro do prazo estabelecido, apresentando suas conclusões objetivamente.

Portanto, esse tipo de trabalho é importante para as organizações atuais, uma vez que não se pode perder tempo nesse mercado. E se você não tem a vivência necessária em setores como comercial, administrativo, financeiro, operacional ou industrial, não se preocupe: atualmente é possível adquirir conhecimentos fundamentais com a ajuda de empresas especializadas em consultoria.

Agora que você sabe a importância do consultor empresarial, que tal conhecer um pouco mais do nosso trabalho? Isso pode significar uma virada na sua vida profissional!

Saiba quais são os instrumentos gerenciais mais importantes para sua empresa

Na gestão empresarial o uso de instrumentos gerenciais torna-se primordial. Por outro lado, é muito comum aqui no Brasil detectarmos empresários que não conhecem exatamente o lucro obtido e que “chutam” alguma % ou valores adquiridos, tendo como referência as margens aplicadas (markup) na precificação de seus produtos.

E você? Conhece  os instrumentos gerenciais? Conhece o seu lucro líquido?

O DRE:

O DRE – Demonstrativo de resultados do exercício – é o único instrumento que demonstra o real lucro obtido por período (mensal, trimestral, semestral ou anual), englobando todas as receitas da empresa, independente de sua origem; portanto, todos os impostos gerados no período e as despesas da empresa, desde a folha de pagamento até as despesas financeiras, como as tarifas bancárias.

Esse importante instrumento consegue deixar o gestor sempre um “pé” frente ao seu negócio, demonstrando os momentos que poderá ter problemas de caixa e quando o dinheiro poderá ser investido.

O BUDGET:

O budget – Orçamento empresarial – nada mais é do que o próprio DRE em toda sua estrutura, mas com os indicadores (planos de contas) lançados como provisões, tendo como objetivo prever tudo que será gasto anualmente na empresa.

Todos os planos de contas deverão estar provisionados nesse instrumento e, em todo fechamento de DRE, deverá ser feito um “cara-crachá” para analisar se ocorreram desvios do que foi provisionado e realizado, sendo o mais importante: tomar as ações necessárias!

Se você provisionou gastar R$ 400,00 de despesas com escritórios em um determinado período e quando consolidou o DRE verificou que foi gasto R$ 550,00, encontrou-se um desvio de R$ 150,00 fora do seu orçamento. O que fazer? Qual ação a ser realizada nesse caso? É preciso ter líderes da empresa engajados em cumprir o bugdet e, assim, você poderá cobrar tal ação de cada responsável.

Esses instrumentos fazem toda a diferença em sua gestão e não deixe sua empresa em um voo cego em região montanhosa. Nunca se sabe o tamanho do estrago!  Você quer aplicar esses instrumentos em sua gestão?

Entre em contato com a CONSULTING NOW e adquira dicas para aprimorar sua gestão. Somos uma consultoria diferente! Entre em contato e comprove:

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Gleyson Lima, gestor de operações