3 Dicas para sua empresa sair do vermelho

Sua empresa está no vermelho? Infelizmente no Brasil o cenário econômico não está em um momento satisfatório. Acompanhamos o grande número de desempregados e a melhora da economia parece que não chega… Esperamos o carnaval, a copa e, agora, as eleições. Por conta dessa baixa performance, os resultados podem ser desastrosos para um grande número de empresas que trabalham com números “enxutos” que podem estar fechando seu resultado mensal no ponto de equilíbrio (BEP – não ganha, mas também não perde) e quando o faturamento fica abaixo desse BEP, o cenário começa a ficar vermelho. Tem como mudar isso?

Nesse momento existe a necessidade de possuir uma estratégia alinhada e com planos de ações para que o cenário não vire a famosa “bola de neve” que podemos dizer ser o pesadelo de qualquer empresário, onde grande parte do faturamento vai para cobrir os juros e as despesas financeiras. E o que fazer?

A CONSULTING NOW dá algumas dicas que o ajudará a fugir dessa “enrascada”:

1º ENTENDER O QUE LEVOU A SUA EMPRESA AO CENÁRIO ATUAL

Se a empresa está com problemas de caixa, o primeiro passo é entender o que houve. Compras fora do habitual? Queda de faturamento? Alta na inadimplência de seus clientes? Só descobrindo o real motivo é que pode-se tratar e criar as ações de correção.

2º ACOMPANHAR DE PERTO SEU FLUXO DE CAIXA

Nos momentos conturbados a empresa necessita de um bom gestor que possa planejar diariamente as ações a serem tomadas criando as prioridades do dia e analisando quais darão mais prejuízos se não forem quitadas na data atual. Nesse ponto as prioridades deverão ser analisadas com afinco e na ponta do lápis.

3º PLANEJAMENTO

Elabore um planejamento que possa prever até quando a empresa estará passando por essa dificuldade a fim de medir periodicamente a evolução e a melhoria. Será, também, uma forma de enxergar se as ações planejadas estão surtindo o efeito necessário tanto quanto numérico e quanto em questão de tempo. Sendo assim, terá a visão de onde está, para onde vai e em qual período.

Ficou com dúvidas? Entre em contato com a CONSULTING NOW para obter outras dicas. Tenha uma consultoria diferente! Entre em contato e comprove.

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Gleyson Lima, gestor de operações

As vantagens de ser um franqueado

Você está querendo empreender e vem analisando a possibilidade de ser um franqueado? Saiba que muitos empreendedores buscam o modelo de franquia devido ao fato de o sistema oferecer vantagens, se comparado a abrir um negócio do zero.

Mesmo durante a crise econômica, o mercado de franquias vem crescendo cada vez mais, superando a marca de R$38,7 bilhões no primeiro trimestre de 2018. Esse crescimento mostra que as franquias ainda são uma ótima opção para quem deseja investir.

Neste post, vamos mostrar quais os benefícios de abrir uma franquia e porque esse é um bom negócio.

1. Credibilidade da marca

Iniciar um novo negócio, utilizando uma marca já consagrada no mercado é um dos principais benefícios de ser um franqueado, principalmente se você for um empreendedor iniciante. Você já entrará no mercado com produtos e serviços testados e aprovados, diminuindo os riscos de rejeição dos consumidores e com uma vantagem em relação aos concorrentes.

Além disso, provavelmente, a franqueadora já conta com um cadastro extenso de fornecedores, possibilitando que o franqueado tenha condições especiais em seus pedidos, como prazos mais longos e descontos.

2. Apoio na gestão do negócio

Outro ponto positivo é o apoio recebido pela franqueadora no início do negócio. Todo o sistema é padronizado e você terá auxilio na escolha do ponto, treinamento para você e seus funcionários, e acesso aos manuais, de acordo com as principais áreas e atuações da franquia.

A segurança de ter uma grande marca zelando pelo seu negócio e dando o suporte necessário para a gestão do empreendimento fará com que você sinta mais segurança ao iniciar sua franquia.

3. Auxílio no planejamento financeiro

O maior motivo de falência das novas empresas é a falta de planejamento financeiro. Ao optar por investir em uma franquia, o empreendedor conta com auxílio nesse sentido e conseguirá planejar de forma mais certeira os custos de construção e de instalação.

A franqueadora também oferece suporte, prevendo os valores necessários para a operação, o investimento inicial e o capital de giro, além de, muitas vezes, informar o tempo médio para o retorno do investimento e para o alcance do ponto de equilíbrio, ou seja, quando suas receitas e custos estarão igualados e você começará a ter lucros.

4. Custos reduzidos com marketing

Mais um ponto positivo são os custos reduzidos com marketing, pois, na maioria dos casos, a marca já investe em publicidade nacional e é reconhecida facilmente. Assim, os esforços nessa área serão baixos, cabendo ao franqueado fazer a divulgação localmente.

5. Apoio nos aspectos jurídicos

O sistema de franquias já é bastante maduro na economia e conta com uma legislação clara sobre as responsabilidades das partes envolvidas. Além disso, há possibilidade de controle de padrões, procedimentos operacionais, identidade visual e de outros elementos para que a experiência do consumidor seja consistente com a marca.

Ser um franqueado é um ótimo negócio para quem está começando a empreender por ter menos riscos e ajudar na criação de contatos e de credibilidade. Entretanto, é preciso analisar bem qual rede mais combina com o seu perfil de empreendedor e quais os retornos do investimento.

Você ou seus colegas já pensaram em abrir uma franquia? Compartilhe este post para que eles descubram quais os benefícios desse sistema.

Descubra o seu perfil de liderança.

O líder desempenha um papel muito importante dentro de uma empresa. É claro que todo funcionário tem sua importância, porém, é o gestor que tem a função de moldar a cultura do negócio. Mas, antes de liderar qualquer equipe, é preciso saber qual o seu perfil de liderança. Praticar o autoconhecimento é a melhor forma de descobrir qual é o seu. Entenda as suas diferenças, reconheça suas características, admita suas deficiências e, claro, busque sempre melhorar.

Quer conhecer quais são os tipos mais comuns de liderança e descobrir qual você mais se identifica? Primeiramente, é preciso que você compreenda que não existe um perfil melhor que o outro. Todos têm seus pontos negativos e positivos. Um estilo pode se encaixar melhor que o outro, tudo vai depender do tipo de negócio, da equipe e como é o ritmo de trabalho da empresa. É importante que você saiba administrar seus pontos fortes e fracos. Só assim vai ser possível melhorar seu desempenho.

Tendo isso em mente, vamos agora descobrir os tipos mais comuns para que você possa reconhecer o seu perfil de liderança. Continue a leitura!

Coercitivo

É um dos mais comuns dentro do mercado de trabalho. Sabe aquele tradicional chefe que centraliza todo o poder de decisão? Então, é esse o perfil dele. Ele não é favorável que seus funcionários deem opiniões sobre o negócio.

Eles têm medo que seus colaboradores cresçam e roubem seu lugar. Impõem a imagem de alguém que é mandão. A atitude traz uma distância entre o líder e sua equipe. Isso dificulta o desenvolvimento de confiança, respeito e empatia entre as partes envolvidas. Esse perfil é visto como ultrapassado e, se você se viu nele, é melhor repensar suas ações.

Democrático

Esse tipo de líder trabalha com a colaboração entre sua equipe. A comunicação é uma das suas principais características e transmite aos funcionários um sentimento de confiança. Gosta de incentivar o envolvimento do time nas atividades e propõe a participação deles, inclusive, nas decisões que devem ser tomadas.

Esse perfil pode apresentar um lado negativo: a indecisão. Isso acontece muito quando a equipe não colabora. Então, se você se vê nesse perfil, trabalhe o poder das suas escolhas.

Autoritário

Esse perfil de liderança também pode ser visto como exigente. Ele comanda a equipe com firmeza e quer que tudo seja feito com perfeição. Um dos seus pontos fortes é a capacidade de convencimento. Ele consegue mobilizar o time em busca de um objetivo.

Porém, ele acaba se tornando monopolizador, muito crítico com aqueles que não apresentam os resultados esperados e não admite erros. O seu modo autoritário pode prejudicar o trabalho em equipe e, sem a ajuda do time, a empresa não consegue desenvolver bons resultados. Nesse perfil é preciso trabalhar a colaboração.

Marcador de ritmo

É aquele profissional que está sempre em busca de altos desempenhos. Ele é visto, muitas vezes, como um workaholic. Isso acontece porque quase sempre ele acaba resumindo a sua vida em alcançar os objetivos profissionais.

Esse perfil de liderança nunca deixa seus funcionários sozinhos quando aparece um problema. Mas, por trabalhar em excesso, acaba não respeitando o ritmo saudável de trabalho da equipe. É preciso entender que cada um tem um ritmo. A compreensão disso evita a desmotivação.

Paternal

Esse perfil de liderança busca ter um bom relacionamento com a sua equipe, construindo relações com mais intimidade. Ele preza por um bom ambiente de trabalho, em que todos se sintam confortáveis.

Seu ponto fraco é que não gosta de fornecer feedbacks negativos. Tem muita dificuldade, pois está mais ligado ao lado emocional e não aos resultados. Tem habilidade em resolver conflitos, mas não consegue ser imparcial ao julgar as situações, dificultando um bom desenvolvimento da equipe.

Viu só? Cada perfil de liderança tem um lado positivo e negativo. Eles podem ser trabalhados para que o desempenho seja cada vez melhor dentro da empresa. E, para isso, você pode observar suas atitudes no ambiente de trabalho. Saiba identificar os comportamentos que podem levar a um ou mais perfis.

Se gostou deste conteúdo, leia também o texto: “você delega ou delarga?“.

Política comercial: Sua empresa tem? Saiba como definí-la

Ter uma política comercial bem estruturada e formalizada faz toda a diferença para garantir a rentabilidade da empresa de forma segura e sem atrapalhar a performance da equipe comercial, ou seja, a implantação de alçadas na dosagem correta, certamente é o sucesso do departamento comercial.

COMO DEFINIR UMA POLÍTICA COMERCIAL PARA SUA EMPRESA:

O que a maioria dos empresários não sabe é que a política comercial já existe e está dentro de sua empresa; porém, na maioria dos casos está fragmentada nas cabeças das pessoas, sendo exercida sem qualquer tipo de trava e padronização, ou seja, cada um vai fazendo de um jeito.

A CONSULTING NOW indica os principais benefícios que uma política comercial bem elaborada e implantada com qualidade pode trazer à empresa:

  • Evita vendas sem lucratividade (alçadas de descontos);
  • Garante que as tabelas de preços estejam padronizadas e atualizadas;
  • Padroniza a política de créditos;
  • Define as regras para a carteira de clientes (ex: o que é cliente inativo?);
  • Cria uma política para inadimplência;
  • Garante que as metas sejam pactuadas nos períodos corretos.

 VOCÊ SABIA QUE UMA POLÍTICA COMERCIAL FORMALIZADA PODE FAZER PARTE DO CONTRATO DE TRABALHO DA SUA EQUIPE COMERCIAL?

A política comercial pode ser enviada para validação do advogado da empresa  e, após implantada e formalizada com toda a equipe através da coleta de assinaturas, esse documento passa a ter valor jurídico, podendo fazer parte das documentações de contratação da equipe comercial. Caso aconteça o descumprimento de alguma regra e venha a trazer prejuízos para a empresa, o funcionário pode ser desligado até por justa causa.

 

Se você quer saber mais detalhes dessa ferramenta, entre em contato com um de nossos consultores e agende uma visita. Nós, da CONSULTING NOW , contamos com uma metodologia eficaz para definir sua política comercial.

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Wander Alves, consultor

2019 está chegando. como fazer seu planejamento estratégico.

Estamos chegando em um momento fundamental para o sucesso dos negócios em 2018 e que o ajudará no planejamento estratégico de 2019.

O plano que foi desenvolvido no início deste ano foi cumprido?

Quais foram as lições aprendidas até agora? Liste os resultados mal sucedidos para que não se repitam e os bons para que tornem-se premissa nos planejamentos futuros.

“A única certeza de quem elabora um planejamento é que pode haver erros”, diz Wander Alves, diretor de operações da CONSULTING NOW, mas o risco é inerente ao processo e só praticando é que teremos boas chances de acertar.

Você ainda não realizou um planejamento estratégico para 2019?

A CONSULTING NOW possui uma metodologia eficaz com ferramentas próprias, desde o desenvolvimento das metas numéricas e organizacionais e os meios para atingi-las, como a elaboração do orçamento anual (budget) até a implantação de um sistema de apuração por indicadores dos resultados obtidos.

Faça melhor a partir de agora e obtenha melhores resultados em 2019. Quer saber como?

[email protected]

(11) 2629-0697

 

Por: Wander Alves, diretor de operações